Blitz educativa mobiliza o trânsito na região central de Brusque

Ação alusiva ao maio amarelo contou com a participação de alunos do Colégio Cultura

Quem passava pelo centro da cidade durante a tarde desta quarta-feira (2), reparava com curiosidade a intensa movimentação de agentes da Guarda de Trânsito de Brusque (GTB), da Polícia Civil e, também, da Polícia Militar.

Porém, pouco tempo depois, davam conta de que ali transcorria uma ação de conscientização em alusão ao Maio Amarelo, movimento que visa chamar a atenção da sociedade para o alto índice de mortes e feridos no trânsito.

Promovida pela Secretaria Municipal de Trânsito e Mobilidade (Setram), por meio da GTB, a primeira de várias blitzes educativas contou com a participação de alunos do Colégio Cultura, que abordaram diversos motoristas que passavam pela Avenida Cônsul Carlos Renaux. Até o fim do mês, outras escolas do município participarão do projeto.

O agente da Guarda de Trânsito de Brusque, Marcos Alexandre Pereira, explica que as crianças envolvidas na blitz entregaram panfletos explicativos, complementando com orientações básicas, mas muitas vezes esquecidas, como não dirigir após beber, utilizar o cinto de segurança e não utilizar o celular durante a direção automotiva.

“Essa iniciativa tem por objetivo conscientizar o motorista, fazendo ele repensar algumas atitudes que ele toma no trânsito. Queremos diminuir o número de acidentes em Brusque, pois, cada vítima que o trânsito faz, é a família que sofre”, avalia.

Sabidamente, Brusque figura em posição de destaque quando o assunto é o número proporcional de veículos por habitante no estado e, também, no Brasil. O número de fatalidades no trânsito é muito maior, inclusive, do que o de outras mortes violentas. Para Eduardo Janeczko, agente de Polícia Civil, a solução é tentar agir por intermédio da conscientização.

“A maior violência existente na cidade hoje é no trânsito. Somos 102.300 veículos para uma população de 130 mil habitantes. Temos de fazer a população entender que temos que conviver melhor no trânsito e respeitar os demais motoristas”, enfatiza o policial.

Opinião reforçada pelo sargento PM Edson Sidney Gielow, que coordenou o apoio do 18º Batalhão de Polícia Militar (18º BPM) de Brusque ao evento. Para o militar, envolver as crianças neste tipo de ação é preparar melhores condutores para o futuro.

“Eles já têm noção do que é certo e errado. Hoje, aproveitamos para que eles possam transmitir as informações aos condutores, entregando folders aos condutores com dicas de prevenção e cuidados que o motorista deve ter. Isso é importante a partir do momento em que vão desenvolvendo o senso crítico. São nossos futuros condutores”, complementa.

Ações semelhantes serão realizadas em diversos pontos do município até o fim do mês.

Deixe sua opinião