Alunos de Engenharia Mecânica da UNIFEBE realizam desafio de integração com a indústria

Em um mercado de trabalho cada vez mais competitivo, é fundamental que as universidades desenvolvam em seus acadêmicos competências transversais e auxilie-os a serem profissionais multifuncionais. Sempre atenta a este cenário, em que ensino, pesquisa e extensão caminham juntas, o curso de Engenharia Mecânica do Centro Universitário de Brusque (UNIFEBE) lançou nesta segunda-feira, 1º de abril, a 5ª edição do projeto Hands-On.

Neste semestre, os alunos foram desafiados a projetar e construir um protótipo funcional de uma máquina para separação de refilas – equipamento dedicado para a indústria de reciclagem e reaproveitamento de materiais poliméricos. O tema, emergente e vinculado à indústria, conta com a parceria da Simplastic – empresa de Brusque que atua no reaproveitamento de materiais plásticos.

O coordenador do curso, professor Denis Boing, explica que as refilas entram no Hands-On máquina de reciclagem e sairão refilas separada. O protótipo funcional precisará separar quatro tipos de refilas, que possuem diferentes níveis de dificuldade na separação. O desempenho do protótipo funcional será analisado pelo somatório dos comprimentos das refilas separados em 30 segundos.

Os estudantes das equipes vencedoras receberão como premiação um copo térmico e uma mochila, bem como a continuidade do desenvolvimento do equipamento industrial.

Nas edições anteriores, os acadêmicos foram desafiados a produzir um dispositivo medidor de massa, lançador de bolinhas, veículo de carga e um mini veículo para execução das provas do Baja.

Boing ressalta que o projeto proporciona, de forma interdisciplinar, a vivência de atividades práticas e o cotidiano no desenvolvimento de projetos de Engenharia Mecânica, onde há a integração dos alunos com a indústria e a comunidade.

— O cenário ideal de uma universidade é quando você não consegue mais distinguir o que é ensino, pesquisa e o que é extensão. E para isso acontecer, precisa-se integrar o acadêmico e suas práticas com a comunidade, discutindo situações emergentes, como reciclagem, por exemplo. O resultado será um acadêmico mais preparado e com visão de segmentos emergentes de atuação, situação que é o grande resultado do Hands-On — salienta.

Inovação

Sempre inovando, o Hands-On apresenta outras novidades nesta edição. Além do novo formato de apresentação, testes e exposição dos projetos, será realizada a integração com o Colégio Universitário de Brusque, um novo modelo de artigo técnico, curricularização da extensão e um livro de projeto e prestação de contas.

Outro destaque é a participação de egressos, que avaliarão os trabalhos dos acadêmicos do curso. Para Boing, é uma maneira dos ex-alunos contribuírem com a UNIFEBE mesmo não estando mais na Instituição.

— Os egressos estão no mercado de trabalho e tem um olhar mais apurado para as necessidades contemporâneas e é essencial para que apontem as novas tendências. Além disso, ter esse vínculo com os egressos faz com que continuem se sentindo pertencentes da academia — observa.

Conforme o proprietário da Simplastic, Rodrigo Fernando Simas, colaborar com o projeto do curso de Engenharia Mecânica da UNIFEBE é motivo de grande satisfação.

— Participar do Hands-On e levar para os alunos esse desafio trará certamente uma experiência jamais obtida, ainda mais sabendo do potencial destes acadêmicos. É uma parceria que renderá bons frutos — ressalta.

A Simplastic atua na área de reaproveitamento de materiais plásticos (granulados de PVC), e é fornecedor para três regiões do Brasil. Sua capacidade produtiva é de 30 toneladas por mês.

Regras

·         O mesmo protótipo funcional deverá ser capaz de separar os quatro tipos de refila disponíveis;

·         Poderá ser realizado um setup no equipamento para a troca de refila;

·          No setup poderão ser trocadas no máximo três peças;

·         Os componentes funcionais deverão ser fabricados pelas impressoras 3D;

·         O protótipo funcional deverá ser apoiado sobre uma mesa (carteira de estudante).

Competências transversais desenvolvidas com o Hands-On

·         Criatividade

·         Gerenciamento de pessoas

·         Inteligência emocional

·         Tomada de decisão

·         Negociação

·         Flexibilidade cognitiva

Deixe sua opinião