“Aloysio Nunes é uma escolha acertada para o MRE”, avalia Bauer

A escolha de Aloysio Nunes Ferreira para o Ministério das Relações Exteriores foi um acerto político e institucional. A avaliação é do senador Paulo Bauer (SC), líder do PSDB no Senado. Aloysio Nunes, senador tucano por São Paulo, foi anunciado como o novo titular do Itamaraty na tarde desta quinta-feira (02) em substituição ao também senador do PSDB por São Paulo, José Serra, que pediu demissão antes do Carnaval.

“A escolha de Aloysio Nunes, pelo presidente Michel Temer, para comandar o Ministério das Relações Exteriores é, sem dúvidas, um acerto institucional e político. Aloysio é um político atuante, trabalhador e identificado com os anseios de seus eleitores paulistas e dos brasileiros que desejam a política exercida com ética e com verdade”, avaliou o líder do PSDB, senador Paulo Bauer.

Aloysio Nunes deixa a liderança do Governo Temer no Senado, cargo que exercia desde maio do ano passado. O senador catarinense entende que Aloysio Nunes terá totais condições de fazer um trabalho que supere as dificuldades e coloque o Brasil como protagonista no cenário internacional.

“Institucionalmente, o presidente Temer acerta porque substitui o competente senador José Serra por um novo ministro que conhece muito bem as dificuldades que precisamos superar e a importância de recolocar o Brasil como protagonista no cenário internacional. Aloysio é político de convicções e posições firmes, mas que sabe ouvir e ponderar. Estas qualidades serão importantes à frente das Relações Exteriores”, avaliou Bauer.

A posse do novo ministro das Relações Exteriores está marcada para a próxima terça-feira (07) em Brasília. Líder do PSDB, o senador Paulo Bauer afirmou ainda que a bancada tucana no Senado aprovou a escolha de Aloysio Nunes para o cargo.

“A bancada do PSDB no Senado se sente lisonjeada com a escolha e continuará apoiando as ações que o Governo Temer desenvolve em favor da reconstrução do Brasil”, finalizou.

Assessoria de Comunicação Senador Paulo Bauer (PSDB/SC)

Deixe sua opinião