Alimentos que seriam desperdiçados são doados a famílias carentes

Ceasa de São José se une ao Sesc no projeto Mesa Brasil, que encaminha comida sem condições de comercialização para quem precisa

O Sesc e a Central de Abastecimento de São José (Ceasa) se juntaram no projeto Mesa Brasil para ajudar instituições e famílias carentes. O Ceasa doa os alimentos que sobram, ou seja, tudo que não é vendido durante o dia ou que está fora dos padrões do mercado, e o Sesc entra com toda a logística de escolha e entrega dos produtos.

Luciana Azevedo do Nascimento, coordenadora do programa, esclarece que quem recebe as doações são famílias carentes e instituições que atendem crianças e idosos. “Esse projeto mudou a qualidade da alimentação oferecida a essas pessoas, que antes tinham uma monotonia alimentar”.

Em 2016 a Ceasa gastou R$ 500 mil para transformar 4 mil toneladas de alimentos em lixo, agora após a triagem, o que pode ser consumido é doado para o programa Mesa Brasil. O que não pode ser ingerido é entregue a ONGs que fazem a compostagem dos alimentos, sem desperdícios.

O Mesa Brasil

O Mesa Brasil SESC é uma rede nacional de bancos de alimentos contra a fome e o desperdício. Trata-se essencialmente de um Programa de Segurança Alimentar e Nutricional, baseado em ações educativas e de distribuição de alimentos excedentes ou fora dos padrões de comercialização, mas que ainda podem ser consumidos.

O programa, que existe desde 2000, está em várias regiões do Brasil. Apenas em seu primeiro ano de atuação, foram distribuídos 4,6 milhões de quilos de alimentos, beneficiando mais de 173 mil pessoas.

Deixe sua opinião