Afogamento: cuidados em rios, lagoas e praias precisam ser redobrados

Comandante do Corpo de Bombeiros, coronel Onir Mocellin dá dicas de como evitar incidentes nestes locais

Com as temperaturas em elevação, muitas pessoas procuram formas de amenizar o calor com banhos em rios, lagoas e praias. Porém, os mergulhos exigem cuidados. Crianças e adolescentes, por exemplo, precisam ser observados de perto pelos pais ou responsáveis.

“Crianças precisam estar sempre a um braço de distância dos responsáveis. Aconselha-se também o uso de coletes salva-vidas”, informou o comandante do Corpo de Bombeiros, coronel Onir Mocellin.

Em relação aos adultos, também são necessários cuidados ao mergulhar em mares, lagos e rios. Deve-se ficar atento para não entrar na água após as refeições e também no caso de ter ingerido bebidas alcoólicas.

“A maior incidência de mortes por afogamentos está associada à ingestão de bebida alcoólica. As pessoas perdem a noção de perigo, as habilidades de natação ficam reduzidas e, em caso de afogamento, a recuperação da vítima é muito difícil”, alertou Mocellin.

Para evitar acidentes, procure se banhar próximo aos postos de guarda-vidas, verifique as condições do local onde pretende mergulhar e não deixe a água ultrapassar a linha da cintura.

Deixe sua opinião