Affonso Ghizzo Neto integra lista tríplice para o CNJ

O Promotor de Justiça catarinense Affonso Ghizzo Neto foi eleito para integrar a lista tríplice que resultará na indicação de um representante do Ministério Público dos Estados para compor o Conselho Nacional de Justiça (CNJ). Ele recebeu 15 votos no segundo escrutínio. Os outros dois integrantes da lista, a Procuradora de Justiça Ivana Farias, do Ministério Público de Goiás, recebeu 23 votos no primeiro escrutínio, e o Promotor de Justiça Paulo Alexandre Rodrigues Siqueira , do Ministério Público do Tocantins, teve 15 votos no terceiro escrutínio.

A eleição ocorreu, na manhã desta quarta-feira (27/3), durante reunião ordinária do Conselho Nacional de Procuradores-Gerais do Ministério Público dos Estados e da União (CNPG), em Brasília. Caberá agora à Procuradora Geral da Republica, Raquel Dodge, fazer a escolha e nomear o indicado.

O Promotor de Justiça Afonso Ghizzo Neto, titular da 35ª Promotoria de Justiça da comarca da Capital, foi o idealizador da campanha “O que você tem a ver com a corrupção?”.

O Conselho Nacional de Justiça (CNJ) é uma instituição pública que visa aperfeiçoar o trabalho do sistema judiciário brasileiro, principalmente no que diz respeito ao controle e à transparência administrativa e processual.

Deixe sua opinião