A MORAL NÃO IMPORTA

O ex-prefeito Ciro Marcial Roza, que teve sua candidatura à prefeito em 2016 cassada pela justiça eleitoral e em 2017 teve sua nomeação para chefe de gabinete igualmente cassada, poderá, em breve, pedir música no fantástico, assim que sofrer a sua terceira cassação!
Por ora, o ex-prefeito e ex-chefe de gabinete, conseguiu através de um desembargador ,uma liminar sob medida, que suspende, momentaneamente, o cancelamento de sua nomeação.
Assim como o defensor de Ciro, o desembargador também entendeu que a questão da moralidade não é forte o suficiente para afastar o ex-prefeito do cargo em comissão, ou seja, não precisa ser moral, basta ser legal, basta, para tal, encontrar uma chicana, como já dizia o ex-ministro do STF, Joaquim Barbosa.
Infelizmente a mensagem que continua se passando para a população, como sempre foi no passado, é a de que não precisa ser probo, honesto, justo e agir com moralidade para atuar em cargos públicos, basta conhecer bem os caminhos dos tribunais!

Deixe sua opinião