A CHAPA VAI ESQUENTAR!

A Polícia Federal pediu ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) o compartilhamento de provas para a abertura de uma investigação criminal sobre a movimentação financeira da chapa Dilma-Temer à presidência da República em 2014. Os investigadores apontam indícios de lavagem de dinheiro em repasses feitos por gráficas contratadas pela coligação vitoriosa nas eleições presidenciais, que tinha PT e PMDB como principais aliados. Conforme a PF, a campanha Dilma-Temer transferiu para terceiros, inclusive “laranjas”, recursos que serviram para “enriquecimento sem causa”, mas que, oficialmente, foram declarados como gastos com serviços de campanha. O pedido foi feito ao ministro Herman Benjamin, relator da ação no TSE.

Deixe sua opinião