A ADMINISTRAÇÃO DE BRUSQUE NÃO SABE QUAL SEU NORTE, ANALISOU JONES BOSIO

Trinta dias se passaram desde que a administração Jonas Paegle e José Ari Vequi, e ainda não se sabe qual o seu norte.
Esta é a avaliação do candidato a prefeito de Brusque nas eleições 2016, Jones Bosio, que falou com exclusividade ao Jornal EM FOCO esta semana.
“Tudo o que comandado por tantas pessoas, não está certo”, analisou.
“Precisa ter uma pessoa que dê o comando, e esta pessoa é o prefeito que o povo elegeu. Parte da população parece que ainda não sabe em quem votou”.

Para Bosio, há uma diferença muito grande entre o trabalho de um vereador e o de um prefeito. “O prefeito precisa ter pulso, se deixar alguém assumir as rédeas acaba perdendo o comando da administração”, disse. Reconheceu que 30 dias é um prazo relativamente curto, e que o prefeito que foi vereador quando ele também estava na Câmara Municipal, coloque todas as suas metas em prática.

É necessário tempo para se adequar, e todas as críticas que faço neste momento, como cidadão e como membro do Democratas, são construtivas”.

Na sua opinião, o prefeito de Brusque precisa assumir o comando de fato e fazer as transformações que a comunidade precisa. “Tenho visitado bairros, eles estão com postos de saúde fechados, como em Nova Brasília. O setor de assistência social não pode apenas oferecer cesta básica, passagem de ônibus… Isso é coisa do passado”. Para Bosio, é preciso que a administração municipal tome conta da cidade.

“A cidade está um caos, é preciso trabalhar muito”, reafirmou.

Para ele, “falta coragem ao prefeito”, que precisa “botar as máquinas nas ruas e fazer as coisas acontecerem”. “Neste momento, a Beira Rio não é a obra mais importante. Estão tentando ligar nada a lugar nenhum, não há planejamento.

Para tudo que se faz tem que haver planejamento, organização, equipe, não só centralizar tudo em uma única pessoa. É preciso dialogar com a comunidade, as pessoas têm de estar em primeiro lugar”. Defende que é preciso acabar com as brigas político-partidárias. “Brusque é muito maior que isso! Mias de 60 mil eleitores não votaram na chapa que venceu as eleições municipais do ano passado. Sou brusquense de coração, eu e meu partido estamos trabalhando para quem escolheu nossa cidade para morar e que paga seus impostos”, concluiu.

 

Deixe sua opinião